Revision for “Tapísia” created on 29 de setembro de 2013, às 18:25

Título
Tapísia
Conteúdo
Pronúncia: \tapízia\ Apesar de ser um reino rico em magia do elemento água, o que realmente move Tapísia é o interesse em estudar e compreender todas as áreas do conhecimento. A principal utilidade da água é em experimentos e invenções. <a href="http://wiki.cronicasdemyriade.com.br/wp-content/uploads/2013/09/Tapísia.jpg"><img src="http://wiki.cronicasdemyriade.com.br/wp-content/uploads/2013/09/Tapísia.jpg" alt="Tapísia" width="697" height="324" class="alignnone size-full wp-image-158" /></a> [box] Deus: <strong>Varux</strong> | Poder: <strong>Curiosidade, invencionismo e busca pelo saber</strong> | Elemento sagrado: <strong>Água</strong> | Capital: <strong>Anu-shtar</strong> | Gentílico: <strong>tapisiano</strong> | Lema: <strong>“Conhecer o universo para conhecer a si próprio.”</strong> | Governante: <strong>Professor Ea Khamourabi</strong> | Magos mais poderosos: <strong>crianças</strong> [/box] &nbsp; <h2>História</h2> Tomos e mais tomos sobre a história de Tapísia acumulam-se na biblioteca de Maduk. Contudo, a maioria esmagadora dos tapisianos não se interessou em lê-los, pois optam por dedicarem-se não ao passado, mas ao presente e ao futuro. Os poucos que lá entraram, ávidos pelo estudo histórico, nunca mais retornaram. O motivo: a falta de vontade de abandonar a leitura e a criação de teorias sobre verdades ancestrais. <h2>Povos</h2> Humanos e bahamuneses convivem pacificamente nas cidades Tapísias, sendo comum a miscigenação. O povo bahamunês é formado por pessoas de pele azulada e escamosa, com guelras na altura do pescoço e capazes de respirar embaixo d'água. Muitas cidades possuem áreas submersas por rios, lagos ou pelo mar, que podem ser acessadas apenas por pessoas com estas características. Entretanto, um estudo recente defende que a miscigenação resultará no fim desta etnia, em um futuro distante. Apesar de haver cordialidade entre pessoas de origens diferentes, isso não significa que não exista discriminação social em Tapísia. Pelo contrário, o reino é marcado por rixas e hostilidade velada entre membros de diferentes linhas de pesquisa. Cada grupo de estudiosos acredita dedicar-se à mais bela e importante ciência, considerando todas as demais inferiores e sem utilidade. <h2>Estrela de Varux</h2> A estrela de Varux é, na realidade, um planeta. O mais brilhante corpo celeste a iluminar o céu de Myríade, é o primeiro a surgir ao cair da noite. <h2>Cidades</h2> <b>Anu-shtar</b> Pronúncia: \a-nu-sh-TAR\ Capital de Tapísia, é também o principal porto do reino, de onde diariamente partem navios com destinos diversos, seja em Myríade, seja em busca de novas terras no além-mar. <b>Maduk</b> Pronúncia: \ma-DUK\ Cidade onde localiza-se a Biblioteca Mundial. Nesta biblioteca são mantidos não apenas livros, como também ilustrações, quadros, antigas invenções e exemplares de diversas espécies de plantas e animais, criadas em cativeiro. <b>Baalathu</b> Pronúncia: \ba-a-la-TU\ Iluminada por lâmpadas âmbares, Baalathu é a única cidade no mundo capaz de produzir energia através do movimento da água. Para isso, vale-se do fluxo do Rio Osrever, que inicia-se no oceano e corre até os Lagos Herméticos.
Resumo


OldNewDate CreatedAuthorActions
29 de setembro de 2013, às 18:25 Myríade Wiki
29 de setembro de 2013, às 18:22 Myríade Wiki
28 de setembro de 2013, às 9:58 Myríade Wiki
17 de setembro de 2013, às 22:25 Myríade Wiki